Saltar para o conteúdo principal
A carregar Eventos

INDIELISBOA

18º Festival Internacional de Cinema
  Evento passado
De 21 Agosto a 6 Setembro 2021
Lisboa

Encontros com realizadores franceses,
uma retrospetiva sobre a Sarah Maldoror e
um Foco sobre Camilo Restrepo
estão a sua espera na 18ª edição de IndieLisboa

 

De 21 de Agosto a 6 de Setembro 2021
na Culturgest, Cinema São Jorge, Cinema Ideal, Cinemateca Portuguesa e Biblioteca Palácio Galveias.

 

O IndieLisboa Festival Internacional de Cinema mostra essencialmente obras que se encontram fora do radar da regular circulação de filmes, moldada pela produção e exibição dominantes. Todos os anos, exibindo mais de 270 filmes, o IndieLisboa atrai público e profissionais de cinema de todo o mundo, dando-lhes a oportunidade de descobrir filmes recentes de talentos emergentes e redescobrir autores de renome.

Mais uma vez, o IndieLisboa oferece-nos um festival rico onde o cinema francês tem um lugar importante nas múltiplas secções do programa.

 

Retrospetiva de Sara Maldoror

Embora de origem das antilhas e francesa, é considerada uma figura de destaque no cinema africano e a primeira realizadora feminina do continente. Filha de pai guadalupense e de mãe francesa, Sarah Ducados nasceu no Sul de França e adotou o pseudônimo Maldoror em homenagem a Lautréamont, o autor de Os Cantos de Maldoror.

Conhecida sobretudo pela dimensão mais militante do seu cinema associada às lutas contra o colonialismo, Sarah Maldoror (1929-2020) é autora de uma obra multifacetada determinante para a afirmação de uma cultura negra, que, permanecendo em grande parte invisível, assume particular relevância no contexto português pela sua ligação ao nosso passado colonial.

Daí a importância desta primeira retrospectiva praticamente integral da sua obra.

Longas-metragens:

Curtas metragens

Dia 3 de Setembro às 18:00, na esplanada da Cinemateca Portuguesa
MESA REDONDA “O CINEMA DE SARAH MALDOROR” com a presença da filha de Sarah Maldoror, Annouchka de Andrade

 

Silvestre

A secção Silvestre, dedicada à descoberta de novas vozes ousadas e obras que despertam novas línguas, centrar-se-á no trabalho do cineasta colombiano Camilo Restrepo, que trabalha em Paris há mais de vinte anos.

O IndieLisboa mostrará também uma série de curtas-metragens escolhidas por Camilo Restrepo e realizadas no contexto do colectivo L’Abominable, um laboratório de cinema onde as máquinas utilizadas para fazer filmes são partilhadas entre vários realizadores, libertando assim a sua capacidade de inventar escritas singulares e explorar territórios inéditos do cinema.

Foco Silvestre sobre as obras de Camilo Restrepo no Cinema São Jorge, com a presença do realizador:

  • Dia 25 de agosto às 18H45, Tropic Pocket, Camilo Restrepo | doc., Colômbia, 2011, 9’
  • Dia 25 de agosto às 18H45, Como crece la sombra cuando el sol se inclina,Camilo Restrepo | doc., Colômbia/França, 2014, 11’
  • Dia 25 de agosto às 18H45, La impresión de una guerra, Camilo Restrepo | doc., Colômbia/França, 2015, 26’
  • Dia 25 de agosto às 18H45, Cilaos, Camilo Restrepo | fic., França, 2016, 16’
  • Dia 25 de agosto às 18H45, La Bouche, Camilo Restrepo | fic., França, 2017, 19’
  • Dia 28 de agosto às 18H45, Los Conductos, Camilo Restrepo | fic., França/Colômbia/Brasil, 2020, 70’

 

Camilo Restrepo e o coletivo l’abominable dia 27 de agosto às 19h na Cinemateca Portuguesa:

 

Camilo Restrepo estará presente em Lisboa de 24 a 28 de agosto para apresentar todas as sessões do foco

 

Outros filmes franceses na secção Silvestre

Longas metragens:

  • Dia 25 de agosto as 19h, Au coeur du bois, de Claus Drexel | doc., França, 2021, 90’
  • Dia 25 de agosto as 21h30, I Comete − A Corsican Summer, de Pascal Tagnati (com a sua presença) | fic., França, 2021, 124’
  • Dia 26 de agosto as 18h no Cinema Ideal, Loin de vous j’ai grandi, de Marie Dumora | doc., França, 2020, 102’
  • Dia 27 de agosto às 21H45, À pas aveugles, de Christophe Cognet | doc., França/Alemanha, 2021, 110’
  • Dia 27 de agosto no Cinema Idea e dia 30 na Culturgest, Au jour d’aujourd’hui, de Maxence Stamatiadis | fic., França, 2021, 67’
  • Dia 5 de agosto as 22h, Atarrabi & Mikelats, de Eugène Green | fic., França/Bélgica, 2020, 123’

Curtas metragens:

  • Dia 28 de agosto às 18h45 no Cinema São Jorge, Which Is Witch?, Marie Losier |fic., França, 2020, 6’

 

Competição Internacional

Muitas longas e curtas francesas são programadas na Competição Internacional, uma secção composta de primeira, segunda e terceira obras nunca mostradas publicamente em Portugal.

Longas metragens:

  • The Last Hillbilly, Diane Sara Bouzgarrou, Thomas Jenkoe (com a presença da Diane )| doc., França/Catar, 2020, 80’
  • Nous, Alice Diop, (com a sua presença) | doc., França, 2021, 115’
  • Les sorcières de l’Orient, Julien Faraut (com a sua presença) | doc., França, 2021, 100’

Curtas metragens:

 

Indie Junior

A vitalidade da animação francesa será amplamente mostrada no IndieJúnior, a secção fundamental do IndieLisboa dedicada aos espectadores mais jovens.

Longas metragens:

  • Bom Dia Mundo!, de Anne-Lise Koehler / Éric Serre | anim., França, 2019, 61’ (+6 anos)

Curtas metragens:

Sessão Sonhar Acordado (+3 anos)

Sessão Laços de Família (+3 anos)

  • Sinfonia em Bê (Maior), Hadrien Vezinet | anim., França, 4’
  • A Teia dos Sonhos, Camille Foirest | anim., França, 3’
  • O Urso que Engoliu uma Mosca, Pascale Hecquet | anim., França, 7’
  • Lupin, Hélène Ducrocq | anim., França, 11’
  • O Princípe Adormecido, Nicolas Bianco-Levrin | anim., França, 5’
  • Anna e Manon vão ao mar, Catherine Manesse | anim., França, 4’

Sessão A Vida é uma Surpresa (+6 anos)

  • O Milagre da Pesca, Fabrice Luang-Vija | anim., França / Bélgica, 7′
  • A Pena de Kiki, Nicolas Bianco-Levrin / Julie Rembauville | anim., França, 5’
  • Kiko e os Animais, Yawen Zheng | anim., França / Suíça, 7’
  • Bombeiro, Yulia Aronova | anim., França, 9′
  • Latitude da Primavera, Sylvain Cuvillier / Chloé Bourdic / Théophile Coursimault / Noémie Halberstam / Maÿlis Mosny / Zijing Ye | anim., França, 8’

Sessão O Lugar das Memórias (+10 anos)

  • Os Sapatos do Louis, Jean-Géraud Blanc / Kayu Leung / Marion Philippe / Théo Jamin | anim., França, 5’
  • Na Duna, Solenne Boisseau / Noémie Da Cruz / Mélanie Schulz | anim., França, 6’
  • Olá Senhor, Joséphine Gobbi | anim., França, 4’

 

IndieMusic

A ligação entre o cinema e a música está no epicentro desta secção competitiva. No IndieMusic abraçamos filmes sobre músicos e bandas de todo o mundo, mergulhando não raras vezes nos contextos históricos, políticos e sociais que acompanham as movimentações musicais.

  • Different Johns, Robert Carr | doc., França, Alemanha, Peru, EUA, 2020, 93’
  • Nueve Sevillas, Gonzalo García Pelayo, Pedro G. Romero | doc., Espanha, França, 2020, 158’

 

Director’s Cut

Filmes novos que mergulham na memória do cinema como principal inspiração e matéria-prima e filmes que retrabalham o património visual cinematográfico.

 

A presença francêsa no festival

Quer seja durante as LisbonTalks, que incluem masterclasses, palestras, reuniões e cursos, ou durante as mesas redondas ou antes das exibições dos filmes, uma dúzia de talentos franceses estará presente nesta edição do IndieLisboa.

  • Diane Sara Bouzgarrou / Thomas Jenkoe (The Last Hillbilly) – Competição Internacional Longas – 03.09.2021 l 22h00 l Cinema Ideal
  • Alice Diop (Nous) – Competição Internacional Longas – 28.08.2021 l 22h00 l Cinema Ideal
  • Julien Faraut (Les sorcières de l’Orient) – Competição Internacional Longas – 30.08.2021 l 21h45 l Cinema São Jorge
  • Atsushi Hirai (Retour à Toyama) – Competição Internacional Curtas – 01.09.2021 l 21h30 l Culturgest
  • Jérémy van der Haegen (Nuits sans sommeil) – Competição Internacional Curtas – 03.09.2021 l 19h00 l Culturgest
  • Cécile Lapergue (My Nightingale with Tears) – Competição Internacional Curtas – 01.09.2021 l 18h45 l Culturgest
  • Pascal Tagnati (I Comete − A Corsican Summer) – Silvestre Longas – 03.09.2021 l 19h00 l Culturgest

 

Lisbon Talks do dia 30 de Agosto a 5 de Setembro:

  • 30 de Agosto às 17:00, online via FacebookFORMATOS FÍSICOS NA ERA DO STREAMING. DO VHS À PIRATARIA
  • 31 de Agosto às 17:00, online via FacebookO PODER DA PROGRAMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO APARECIMENTO DE MAIS SALAS INDEPENDENTES EM PORTUGAL
  • 2 de Setembro às 17:00, Jardim da Fundação Mário Soares e Maria Barroso – MESA REDONDA “NEGRITUDE, IDENTIDADES E DIREITOS HUMANOS”
  • 3 de Setembro às 18:00, esplanada Cinemateca Portuguesa – MESA REDONDA “O CINEMA DE SARAH MALDOROR” com Annouchka de Andrade
  • 4 de Setembro às 17:00, online via FacebookREALIZADORAS NO FEMININO: CINEMA PORTUGUÊS EM DESTAQUE
  • 5 de Setembro às 17:00, online via FacebookDEPOIS DO CIRCUITO DE FESTIVAIS, PARA ONDE VÃO AS CURTAS-METRAGENS?
Cinema