Saltar para o conteúdo principal
pt
A carregar Eventos

INDIELISBOA

  Evento passado
De 25 Agosto a 5 Setembro 2020
INDIELISBOA

ENCONTROS COM REALIZADORES FRANCESES, UM FOCO MATI DIOP E UMA RETROSPETIVA DE OUSMANE SEMBÈNE ESTÃO À SUA ESPERA NA 17ª EDIÇÃO DO INDIELISBOA

 

De 25 de Agosto a 5 de setembro 2020

Cinema São Jorge, Culturegest, Cinema Ideal, Capitólio, Cinemateca Portuguesa

 

O IndieLisboa Festival Internacional de Cinema mostra essencialmente obras que se encontram fora do radar da regular circulação de filmes, moldada pela produção e exibição dominantes. Todos os anos, exibindo mais de 270 filmes, o IndieLisboa atrai público e profissionais de cinema de todo o mundo, dando-lhes a oportunidade de descobrir filmes recentes de talentos emergentes e redescobrir autores de renome.

 

 

Presença de realizadores franceses

Longas

Eléonore Weber (Il n’y aura plus de nuit) – competição internacional de longas – 01/09 às 19h15 na Culturgest Pequeno Auditório
Patric Chiha (Si c’était de l’amour) – silvestre longas –
01/09 às 22h00 no Cinema Ideal
Ariel de Bigault (Fantasmas do Império) – Director’s Cut longas – 28/08 às 19h00 na Cinemateca – Sala Félix Ribeiro


Curtas

Chloé Terren (Avant Notre Heure) – competição internacional de curtas – 03/09 às 21h45 na Culturgest Pequeno Auditório
Cecilia de Arce (Mardi de 8 à 18) – competição internacional de curtas –
04/09 às 19h15 na Culturgest Pequeno Auditório
Arthur Vermorel (Seabird) – competição internacional de curtas
– 03/09 às 21h45 na Culturgest Pequeno Auditório

 

 

Foco na realizadora franco-senegalesa Mati Diop

Na secção Silvestre, o foco será na realizadora franco-senegalesa Mati Diop, que competiu com a sua primeira longa metragem Atlantique no Festival de Cannes. Será mostrado, com o apoio do Institut français du Portugal, a sua obra como realizadora, desde a longa Atlantique às curtas Liberian Boy, Mille Soleils, Big in Vietnam e Snow Canon. Mati Diop terá em exibição novamente no IndieLisboa o filme Mille Soleils que venceu em 2013 a competição internacional de curtas, uma homenagem ao filme Touki Bouki do seu tio Djibril Diop Mambéty, reconhecido cineasta senegalês.

Descobrir os filmes

 

Retrospetiva integral da obra do pai do cinema africano Ousmane Sembène, apoiada pelo Institut français du Portugal

Em co-programação com a Cinemateca Portuguesa, o IndieLisboa apresenta a retrospetiva integral da obra do realizador senegalês, Ousmane Sembène, um cinema marcado pelo feminismo, a luta de classes, contra a europeização da cultura do Senegal e a brutalidade do colonialismo. Com Sembène inicia-se uma viagem vinda de dentro, um contraponto à visão europeia que domina a produção cinematográfica. São filmes que operam uma reparação fílmica e histórica, que não se contentam com estereótipos, não procuram a estetização.

Descobrir os filmes

 

 

Descarregar o programa completo

Cinema Francês