Saltar para o conteúdo principal
A carregar Eventos

Festa do Cinema Francês

Festival de Cinema
De 7 a 31 Outubro 2021

A 22ª edição da Festa do Cinema Francês decorrerá de 7 a 31 de outubro de 2021

 

A mostra dedicada à difusão do cinema de expressão francesa circulará por nove cidades (Lisboa, Oeiras, Coimbra, Almada, Porto, Braga, Évora, Viseu e Faro) e voltará a juntar um ciclo de antestreias, a revisita a obras de cineastas de relevo, um programa infantojuvenil e sessões especiais dedicadas a filmes cuja estreia colidiu com fases de confinamento, aos quais se acrescenta uma nova secção dedicada ao cinema fantástico.

Novidade este ano é o regresso da Festa a mais cidades do país, numa parceria realizada com a NOS Cinemas. Le Tour do Cinema Francês por Portugal é o nome deste programa especial que arranca este ano nas salas da distribuidora localizadas nas cidades de Braga, Évora, Viseu e Faro.

 

Antestreias

Um total de 19 filmes integrarão a seção de antestreias do evento, numa seleção que circula pela comédia, o drama e o filme de guerra ou histórico.

Em destaque: Um triunfo, de Emmanuel Courcol, uma comédia muito comovente pelo humanismo da sua história; Gagarine, de Fanny Liatard e Jérémy Trouilh, sobre a luta de um jovem de 16 anos pela sobrevivência da sua cidade; e Sob as estrelas de Paris, de Claus Drexel, uma história sobre encontros intergeracionais e o poder de redenção.

Palavra especial ainda para As coisas que dizemos, as coisas que fazemos, de Emmanuel Mouret, um vaivém de relações amorosas muito apreciado pelos cinéfilos; Delicioso, de Éric Besnard, uma ficção que imagina o nascimento do primeiro restaurante do mundo e Fantasias, de David Foenkinos e Stéphane Foenkinos, um filme sobre o prazer e o desejo no século XXI. Grande vencedor dos César 2021, Adeus idiotas é uma comédia sobre a fragilidade humana e a coragem da decisão. O filme de abertura da 22ª edição da Festa será Eiffel, de Martin Bourboulon, uma biopic sobre a vida do emblemático engenheiro.

Descobrir os filmes

 

Foco Mia Hansen-Løve

O foco na obra de Mia Hansen-Løve, integrará a antestreia do seu mais recente filme, Bergman Island, estreado na edição deste ano do festival de Cannes. Cineasta francesa de origem dinamarquesa, Mia Hansen-Løve tem vindo a desenvolver uma linguagem cinematográfica marcada pela forte carga emocional e a intensa proximidade. Os seus filmes têm vindo a ser aclamados pela crítica e selecionados nos festivais mais importantes. No foco que a Festa do Cinema Francês lhe dedica serão ainda exibidos: Maya (2018), O que está por vir (2016) e Eden (2014).

Descobrir os filmes

 

Retrospetiva Jacqueline Audry

A Festa do Cinema Francês e a Cinemateca Portuguesa juntam-se mais uma vez para apresentar uma retrospectiva sobre um dos nomes que importa redescobrir na história do cinema francês: Jacqueline Audry.

Realizadora francesa, Jacqueline Audry (1908-1977), a única mulher a manter uma produção regular em França entre 1943 e 1969, esteve desaparecida da história do cinema durante largas décadas, não obstante a popularidade de alguns dos seus filmes.

Marcada pela liberdade de abordagem, pela emancipação feminina, o papel das mulheres e a sexualidade, é uma obra surpreendente e ousada, que compreende o filme histórico, a comédia dramática, a comédia policial ou o filme político.

Descobrir os filmes

 

Acid

São duas estreias em cinemas nacionais para dois filmes que integraram a selecção da ACID (associação para a promoção do cinema independente) em Cannes 2021: Um Verão na Córsega, de Pascal Tagnati, que dá um olhar sobre as relações e segredos familiares, e Municipale, de Thomas Paulot, uma comédia sobre a política autárquica e a manipulação em tempo de eleições.

Descobrir os filmes

 

Visões do Fantástico

Pela primeira vez na história da Festa abrem-se os universos do cinema fantástico com uma selecção de cinco filmes que prometem agradar aos apreciadores de géneros mais extremos. Realizado por Sébastien Marnier, A Hora de Saída é um thriller intrigante interpretado por Laurent Lafitte, aqui um professor substituto que tem de lidar com os planos de uma misteriosa turma de alunos prodígios. Também com a interpretação de Lafitte, Elle, obra do incontornável Paul Verhoeven, narra a história de Michèle Leblanc (Isabelle Huppert), uma mulher de negócios bem sucedida, vítima de abuso sexual, que mantém uma relação com o seu agressor. A secção integrará ainda Mandíbulas, o mais recente filme de Quentin Dupieux, Evolução de Lucile Hadzihalilovic, e Clímax de Gaspar Noé.

Descobrir os filmes

 

Segunda Chance

Continuando o trabalho iniciado na última edição, a Festa do Cinema Francês vai reintroduzir dezasseis filmes estreados em período de pandemia, entre os quais Miss de Ruben Alves, Os Miseráveis de Ladj Ly, A Troca das Princesas de Marc Dugain, Doutor? de Tristan Séguéla ou O Homem Que Vendeu a Sua Pele de Kaouther Ben Hania. Fechando o programa deste ano, a secção de cinema familiar e infanto-juvenil composto por seis filmes de produção recente. À semelhança do que aconteceu no ano passado, a Festa do Cinema Francês terá uma parceria com a Filmin para o lançamento de um programa especial de filmes de seleções passadas do evento.

Descobrir os filmes

 

Cinejeune

Secção transversal a toda a Festa do Cinema Francês, o Cinejeune integrará uma seleção de seis longas metragens de produção recente com temas adaptados a um público jovem.

Uma Pequena Mentira, de Julien Rappeneau, é uma história sobre os desejos para a vida adulta, de um menino que tinha o sonho de jogar num grande clube inglês. A tocante história de Fahim (de Pierre-François Martin-Laval), um ás do xadrez para quem o passatempo se torna numa oportunidade única para conseguir asilo político em França. Em Vôo para a Liberdade, de Nicolas Vanier, Christian e o seu filho embarcam numa viagem para salvar os gansos em vias de extinção. Do céu ao ciberespaço, em O Espaço entre Nós, de Alice Winocour, acompanhamos a história de Sarah, a única mulher da Agência Espacial Europeia, a quem o trabalho traz desafios extra de equilíbrio familiar. Concluir com Um Príncipe em Apuros, de Michel Hazanavicius, uma história sobre as relações entre pai e filha, e a importância do amor e Gagarine, de Fanny Liatard e Jérémy Trouilh, um filme sobre a luta de um jovem de 16 anos pela sobrevivência da sua cidade à boleia da sua vontade de ser cosmonauta.

Descobrir os filmes

 

 

Escolha a sua cidade e descarregue o programa oficial

Lisboa

7 a 20 de outubro

Descarregar o programa

Oeiras

9, 10 e 16 a 19 de outubro

Descarregar o programa

Almada

12 a 16 de outubro

Descarregar o programa

Coimbra

12 a 16 de outubro

Descarregar o programa

Porto

19 a 27 de outubro

Descarregar o programa

Braga

21 a 24 de outubro

Descarregar o programa

Faro

21 a 24 de outubro

Descarregar o programa

Évora

28 a 31 de outubro

Descarregar o programa

Viseu

28 a 31 de outubro

Descarregar o programa

Cinema Francês