Saltar para o conteúdo principal
A carregar Eventos

Exposição Esculturas Infinitas. Do Gesso ao Digital

Fundação Calouste Gulbenkian
De 18 Setembro 2020 a 21 Janeiro 2021

A exposição Esculturas Infinitas reúne esculturas de 16 artistas contemporâneos e obras da coleção de gessos da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, analisando a importância da técnica da moldagem nas práticas artísticas atuais e explorando as suas infinitas possibilidades.

A exposição procura olhar de forma atenta para o papel desempenhado pela moldagem não só na escultura, mas também em vários aspetos do quotidiano. Este processo tem permitido a reprodução de obras de arte, de objetos do quotidiano, de elementos da natureza e de edifícios, tanto no passado como no presente.

Juntamente com os gessos históricos serão mostradas obras de David Bestué, Christine Borland, Steven Claydon, Michael Dean, Asta Gröting, Simon Fujiwara, Oliver Laric, Jumana Manna, Jean-Luc Moulène, Charlotte Moth, Francisco Tropa, Xavier Veilhan, Marion Verboom, Daphne Wright, Heimo Zobernig e Aleksandra Domanović. Estes artistas foram selecionados pelo seu fascínio pela moldagem e pelas suas múltiplas possibilidades.

Sem uma narrativa fixa, a exposição pode ser lida através de várias camadas e os visitantes podem encontrar diferentes ligações entre antigo e novo, centrando-se nos conceitos de reprodução, variação, serialidade, escala e homenagem.

Antes de viajar para Lisboa, esta exposição foi apresentada nas Beaux-Arts de Paris entre dezembro 2019 e fevereiro 2020.

Uma exposição organizada e coproduzida pela Fundação Calouste Gulbenkian e pelas Beaux-Arts de Paris, com a colaboração da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e com o apoio do Institut français du Portugal.