Saltar para o conteúdo principal
A carregar Eventos

18ª edição do Festival Doclisboa

De 22 Outubro 2020 a 10 Março 2021

O Doclisboa está de regresso para a 18ª edição do festival e traz algumas novidades.

Esta é uma edição especial que, respondendo aos tempos estranhos que nos habitam, se reinventa desenhando um formato diferente. Não se estruturando nas habituais secções e competições, o festival reorganiza-se em seis módulos distintos de programação, que acontecem entre 22 de Outubro de 2020 e 10 de Março de 2021, nas salas da Culturgest, Cinema Ideal, Cinemateca Portuguesa e Cinema São Jorge.

O primeiro momento do festival, apresentará uma programação em sala e online. Inclui um ciclo sobre o trabalho nas suas múltiplas representações ao longo da história do cinema.

É também neste primeiro momento que se realizam as atividades do Nebulae, a área do Doclisboa dedicada à indústria, que, este ano, será desenvolvida integralmente em plataformas digitais.

De Novembro a Março, durante uma semana por mês, serão introduzidos os momentos seguintes, todos pensados segundo uma linha orientadora, cuja programação propõe uma multiplicidade de filmes, ampliada por debates e conversas.

Esta edição é também a ocasião para descobrir o melhor da produção francesa de 2020 na área do cinema documental. Pode encontrar a totalidade da programação francesa abaixo.

De Outubro a Março, o mundo inteiro cabe em Lisboa!

 

Momento 1 – Sinais

23/10, 21h, Culturgest Grande Auditório – Mon Amour, David Teboul

Secção: Corpo de Trabalho (Selecção Prémio Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis)
25/10, 18h, Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira – Le Kiosque, Alexandra Pianelli

 

Momento 2 – Deslocações

06/11, 21h30, Culturgest Grande Auditório – Mes Chers Espions, Vladimir Léon

07/11, 16h00, Culturgest Grande Auditório – Champ, Etienne de France

07/11, 21h30, Cinema Ideal – Un été, en pleine liberté, Marina Smorodinova / Il protagonista, Jenna Hasse

08/11, 19h00, Culturgest Grande Auditório – L’Homme qui penche, Olivier Dury e Marie-Violaine Brincard

08/11, 21h30, Cinema Ideal – Les Antilopes, Maxime Martinot

 

Momento 3 – Espaços da Intimidade

04/11, 21h30, Cinema Ideal – C’est Paris aussi, Lech Kowalski

07/12, 21h30, Culturgest Grande Auditório – Northern Range, Olivier Derousseau

06/12, 21h30, Cinema Ideal – Celle qui manque, Rareș Ienasoaie

08/12, 16h00, Culturgest Grande Auditório – Ard Gevar, Qutaiba Barhamji

Prologue, Magdalena Froger

 

Momento 4 – Ficaram tantas história por contar

17/01, 21h30, Cinema Ideal – Jean-François Stévenin – Simple Messieurs, Laurent Achard

 

Online na DAFilms

Verdes Anos

Maria K, Juan Francisco González

Bien veiller, Perrine Decker

 

Corpo de Trabalho – Histórico

Reprise, Hervé Le Roux

Comment Yukong déplaça les montagnes – Une femme, une famille, Joris Ivens e Marceline Loridan Ivens

Veronique Doisneau, Jerôme Bel

Classe de Lutte, Groupe Medvedkine de Besançon La Canneuse, Alain Cavalier

La Repasseuse, Alain Cavalier

La Rémouleuse, Alain Cavalier

Cinema Francês