Saltar para o conteúdo principal
A carregar Eventos

LOVE ‘Marrakesh opened my eyes to colour’ – Yves Saint Laurent

Exposição
De 5 Junho a 31 Outubro 2022

LOVE ‘Marrakesh opened my eyes to colour’ – Yves Saint Laurent

Palácio dos Duques de Cadaval, Évora

5 de junho a 31 de outubro de 2022

 

«A minha primeira vez em Marraquexe foi como que um abanão: A cidade abriu-me os olhos para a cor», disse Yves Saint Laurent após a sua primeira viagem à lendária cidade marroquina em 1966. O seu sócio, Pierre Bergé, diria mais tarde: «Quando visitámos Marraquexe pela primeira vez, mal podíamos imaginar que se tornaria para nós uma segunda casa.»

Oferecendo três perspetivas diferentes sobre a paixão de Yves Saint Laurent por Marrocos, a exposição LOVE será apresentada em três capítulos distintos no Palácio dos Duques de Cadaval, em Évora, Portugal.

Marrocos como musa de YSL

Um empréstimo excecional da Fondation Pierre Bergé–Yves Saint Laurent (Paris) e de alguns colecionadores privados proporciona uma panorâmica de várias peças de Yves Saint Laurent inspiradas nas cores e tradições de Marrocos. Com curadoria de Stephan Janson, esta mostra patente na Igreja de São João Evangelista, anexa ao Palácio dos Duques de Cadaval, inclui 15 coordenados, num trabalho de pesquisa que combina diferentes peças, criadas por Yves Saint Laurent entre os anos 1970 e 1990. Uma experiência imersiva que amplifica o papel do criador como grande colorista no universo da moda, revelando os ricos e variados laços que uniram o conceituado designer de moda e o Reino de Marrocos.

Cartões LOVE de YSL e a criação marroquina contemporânea

Este capítulo da exposição, com curadoria de Mouna Mekouar e patente no coração do Palácio dos Duques de Cadaval, transporta os visitantes numa viagem à descoberta da cena artística contemporânea de Marrocos e das influências partilhadas pelos artistas contemporâneos e Yves Saint Laurent. A visão criativa de Saint Laurent – sobretudo o seu uso ousado da cor e do espaço – está presente nos trabalhos dos 13 artistas marroquinos contemporâneos expostos, oriundos de diferentes gerações e disciplinas. Ainda que cada artista na exposição tenha a sua própria voz e personalidade, todos eles se caracterizam por um mesmo espírito de liberdade, poesia e criatividade, assim como pelo desejo de expandir a sua visão através de diferentes técnicas e suportes.

O ponto de partida para a exposição são os famosos cartões de felicitações anuais de Yves Saint Laurent, em forma de cartaz, criados ao longo de um período de 27 anos e que, invariável e proeminentemente, ostentavam a palavra LOVE. As colagens sumptuosamente coloridas utilizadas nos cartões foram, na sua maioria, concebidas durante as suas visitas a Marraquexe. Vários apresentam dois elementos muito caros ao designer: o coração e a serpente. Outros exibem arrojados blocos de cor que fazem lembrar o trabalho de Matisse ou são inspirados por uma exuberante paleta cromática representando padrões abstratos de mosaico marroquino (zellige), flora exótica encontrada no seu jardim em Marraquexe ou simples riscas. Os cartões LOVE, idealizados pelo couturier para oferecer aos seus amigos e fornecedores, refletem a sua paixão pelas cores vibrantes do seu país de adoção. Esta exposição mostra como todos estes artistas, incluindo Yves Saint Laurent, partilham um fascínio pelo país e pelo trabalho para lá das fronteiras culturais — cada um deles inovando e apresentando-nos uma perspetiva pessoal diferente sobre as cores de Marrocos.

Mecenas e artista: Pierre Bergé e Noureddine Amir

A exposição termina com uma homenagem a Pierre Bergé, que incentivou e apoiou o artista e estilista Noureddine Amir ao apresentar o seu trabalho na Fondation Pierre Bergé–Yves Saint Laurent em Paris, em 2014, e no Musée Yves Saint Laurent Marrakech, em 2018. Noureddine Amir foi o primeiro criador marroquino a apresentar uma coleção de alta costura em Paris a convite da Fédération de la Haute Couture, em julho de 2018. Com curadoria de Alexandra de Cadaval, este capítulo da exposição mostra os vestidos escultóricos de Noureddine Amir, cuja obra desfaz a fronteira entre moda, arte e arquitetura. Utilizando texturas, cores e formas variadas que lembram a construção berbere das cidades do sul do Magrebe, Amir cria peças de vestuário que estabelecem uma ligação e um vínculo com o continente africano, transportando os visitantes a um outro mundo.

 

Lista de artistas

Amina Agueznay

Malika Agueznay

Noureddine Amir

Nassim Azarzar

Meriem Bennani

Yto Barrada

Hicham Berrada

M’Barek Bouhchichi

Soufiane Idrissi

Mohamed Melehi

Sara Ouhaddou

Younès Rahmoun

Abbès Saladi

&

Yves Saint Laurent

Artes visuais